Últimas notícias:

Loading...

Irmã homenageia Rafael Miguel no dia de seu aniversário

Ator que foi assassinado há um mês completaria 23 anos nesta terça-feira, 9

Por: Redação

Camilla Miguel, irmã mais velha de Rafael Miguel, usou seu perfil no Instagram, nesta terça-feira, 9, para prestar uma homenagem ao ator, que faria aniversário hoje.

Caso Rafael Miguel: tudo sobre o assassinato do ator de Chiquititas

Crédito: Reprodução/InstagramRafael Miguel comemorando um de seus últimos aniversários com sua família

A jovem publicou uma sequência de fotos do ex-ator de “Chiquititas”, que completaria 23 anos, e escreveu um longo texto para relembrar os bons momentos que passou ao lado do garoto.

“Dia 9 de julho sempre foi dia de festa em casa. É seu dia, Rafa, e a gente aproveitava o feriado pra comemorar a sua vida e a do pai, com churrasco (com o melhor churrasqueiro) e bolo (da mais mão cheia). Por mais que eu queira, do fundo da minha alma, celebrar de alguma forma quem vocês foram, e esse dia que sempre foi especial e cheio de alegria pra gente, ainda dói demais. Uma dor tão absurda que chega a ser física. Mas mesmo assim, tento trazer um pouco de normalidade pros nossos dias. Me permitindo levantar, sorrir, sonhar, e transformar aos poucos as nossas lembranças em memórias boas, porque era quem vocês todos eram. Bons e justos. É nisso que tento me apegar. Hoje dói porque faz 1 mês desde que nos falamos pela última vez, nosso bom dia diário com sessão de baba pela Mariá. Faz um mês dos dias mais escuros que vivi, e que ainda parecem mentira. 1 mês não se compara há uma vida de saudades e superação que vamos viver… Rafa, nosso canceriano mais canceriano de todos. Você tinha um coração tão bom, era doce, respeitoso, sentimental, era meu amigo, com quem dividi toda a minha infância, toda a primeira metade da minha vida fomos nós 2. E o vazio de não ter com quem relembrar tanto que vivemos dentro da nossa casa, no nosso dia-a-dia, é gigante”, iniciou.

Camilla ainda relembrou de momentos ímpares ao lado de Rafa e concluiu: “Nossa família era tudo pra você, e nunca deixou de demonstrar isso como sendo seus protegidos, sua prioridade. Amava de uma forma genuína que lhe dava coragem. onde muitos teriam desistido, você ficou pra ajudar e acolher. Você vivia me dizendo o quanto sentia orgulho de mim, pela maturidade que desenvolvi, pela independência que conquistei, sonhos que realizei, pelo que vinha construindo. mas deixa eu te dizer: orgulho eu sempre tive e tenho de você. De irmãozinho que causava na minha pra irmão parceiro e consciente […] E eu imploro para que a vida nunca me tire essas memórias que sobraram. Te amo, bigão. feliz 23 anos”.

View this post on Instagram

dia 9 de julho sempre foi dia de festa em casa. é seu dia, Rafa, e a gente aproveitava o feriado pra comemorar a sua vida e a do pai, com churrasco (com o melhor churrasqueiro) e bolo (da mais mão cheia). por mais que eu queira, do fundo da minha alma, celebrar de alguma forma quem vocês foram, e esse dia que sempre foi especial e cheio de alegria pra gente, ainda dói demais. uma dor tão absurda que chega a ser física. mas mesmo assim, tento trazer um pouco de normalidade pros nossos dias. me permitindo levantar, sorrir, sonhar, e transformar aos poucos as nossas lembranças em memórias boas, porque era quem vocês todos eram. bons e justos. é nisso que tento me apegar. hoje dói porque faz 1 mês desde que nos falamos pela última vez, nosso bom dia diário com sessão de baba pela Mariá. faz um mês dos dias mais escuros que vivi, e que ainda parecem mentira. 1 mês não se compara há uma vida de saudades e superação que vamos viver. . Rafa, nosso canceriano mais canceriano de todos. você tinha um coração tão bom. era doce, respeitoso, sentimental. era meu amigo, com quem dividi toda a minha infância, toda a primeira metade da minha vida fomos nós 2. e o vazio de não ter com quem relembrar tanto que vivemos dentro da nossa casa, no nosso dia-a-dia, é gigante. nossa família era tudo pra você, e nunca deixou de demonstrar isso como sendo seus protegidos, sua prioridade. amava de uma forma genuína que lhe dava coragem. onde muitos teriam desistido, você ficou pra ajudar e acolher. você vivia me dizendo o quanto sentia orgulho de mim, pela maturidade que desenvolvi, pela independência que conquistei, sonhos que realizei, pelo que vinha construindo. mas deixa eu te dizer: orgulho eu sempre tive e tenho de você. de irmãozinho que causava na minha pra irmão parceiro e consciente. pra sempre em mim nossa infância de banho na bacia nas férias, brincar de lavar carrinhos, brincar de correr atrás do bob, fingir que o carrinho de supermercado do makro era um barco e as setas no chão tubarões, quando você caiu da beliche e estourou o joelho e me contou que tava sonhando que era goleiro, quando fiz você ir no show da banda Cine comigo e subir no palco, (continua /)

A post shared by Camilla Miguel (Camis) (@cahmiguel) on

TRAGÉDIA

Ator do último remake de Chiquititas, Rafael Miguel e seus pais foram assassinados, no domingo, 9 de junho, no bairro da Pedreira, zona sul da capital paulista. O jovem tinha apenas 22 anos, seu pai João Alcisio Miguel, 52 anos, e sua mãe Miriam Selma Miguel, 50.

O crime aconteceu na residência de Isabela Tibcherani, de 18 anos, namorada de Rafael. Os três foram recebidos pela jovem e pela mãe dela. Enquanto conversavam, o pai da menina, o comerciante Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, chegou em casa armado e atirou nas três vítimas, que morreram no local. O caso foi registrado como homicídio consumado no 98º DP.

Rafael e seus pais foram à casa de Isabela e o pai dela disparou 13 tiros contra o garoto. Ele segue foragido da polícia.

Compartilhe: