Paola Carosella é chamada de ‘gordofóbica’ e se defende no Twitter

Jurada do Masterchef Brasil entrou em discussão após defender a "comida de verdade" e dizer que a industrializada deixa as pessoas obesas

Por: Redação

Jurada do Masterchef Brasil, a chef Paola Carosella foi acusada de ser gordofóbica nas redes sociais após uma discussão sobre comida impressa industrializada versus comida natural. A cozinheira debatia com um internauta que acreditava que o modelo de produção da alimentação industrializada é melhor para o meio ambiente do que o modelo que temos hoje. A chef rebateu.

paola carosella
Crédito: Reprodução/BandPaola Carosella é acusada de gordofobia nas redes sociais e se defende

“Já tentou agroecologia? Comida de verdade? Feita por pessoas? Agricultura local? Comida que respeita a cultura? Comida que respeita biomas? Que respeita pessoas? Que não produz miséria? Aquela saudável, que não nos deixa obesos, hipertensos…”, comentou. O contra-argumento de Carosella gerou diversas discussões nas redes sociais, fazendo com que alguns internautas a chamassem de “gordofóbica”.

Uma usuária comentou que Carosella deveria ter “cuidado redobrado para não reforçar estereótipos, como o de que pessoas gordas existem em tais corpos porque não comem comida saudável”. A chefe rebateu: “eu falei obesos, não gordos. Você acompanha os índices de obesidade das crianças no Brasil? A ONU a define com a ‘nova fome’, crianças obesas, diabéticas e subnutridas, intoxicadas com comida de merda! Vamos gente! Não estou falando de padrões de beleza aqui!”, escreveu.

Porém as críticas à Carosella continuaram, inclusive partiram de uma nutricionista que a acusou de ser gordofóbica. A chef preferiu resumir sua resposta: “café da manhã: refri e salgadinhos ou fruta e tapioca? Almoço: refri e nuggets com batatas recheadas de algum queijo plástico com molho falsificado ou arroz, feijão e mistura?”.

E a discussão não parou aí:

3 razões para consumir produtos orgânicos

A preocupação com uma maior qualidade de vida deixou de ser uma tendência e entrou em uma crescente no Brasil. Segundo avaliação do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), cerca de 15% da população já consome produtos orgânicos.

Isso porque estes produtos são completamente diferentes dos que são feitos na agricultura convencional, por conter uma alta dosagem de adubos químicos, inseticidas, herbicidas e fungicidas. Todas elas não agridem só o meio ambiente, como também comprometem o valor nutricional dos alimentos, podendo afetar a saúde de quem consome.

Confira aqui os motivos principais para consumir alimentos orgânicos.