SBT mostra vídeo de sexo explícito antes de desenho animado

Emissora disse que não dá para ver nada nas imagens

Por: Redação

O SBT passou dos limites na disputa pela audiência, nesta sexta-feira, 3, ao exibir imagens de sexo explícito no Primeiro Impacto, telejornal exibido de manhã, antes dos desenhos animados.

sbt sexo explícito
Crédito: Reprodução/SBTSBT alegou que não dá para ver nada nas imagens borradas

Embora a emissora tenha tido o cuidado de borrar as imagens, ainda era possível ver que se tratavam de pessoas em posições sexuais em cima de um barco. O vídeo foi supostamente gravado na Lagoa Paranoá, em Brasília (DF), em plena pandemia do coronavírus, e circula na internet desde o início da semana.

“Coloca pra mim, por favor, o pessoal no barco. Você viu esse caso aí, Darlisson? Do pessoal fazendo orgia no barco? E os caras filmaram ali. Um lugar frequentado por crianças, frequentado por famílias, e os caras param o barco ali no meio da margem, vários casais aí praticando sexo, fazendo orgia como eu falei, ao mesmo tempo. Olha essa irresponsabilidade e esse crime. Isso é um crime”, criticou Marcão do Povo.

“Será que isso não é gravação de algum filme erótico? Algum filme pornográfico?”, perguntou o repórter. “Isso é safadeza!”, rebateu Marcão. “Se fazem isso no meio do mar, no meio do oceano que ninguém tá vendo é uma coisa”, justificou Dutra. “Mas o lago Paranoá, em Brasília, não tem como não ser visto”, completou ele.

Com as imagens em looping, Marcão continuou falando sobre o assunto. “Mas que tara é essa para fazer sexo para o povo ver? Porque se falar que não é para o povo ver tá mentindo. Barco geralmente tem quartinho, cama, tal. Tenho muitos amigos que têm barco com até três suítes lá embaixo. Por que que não vão lá para o quarto, né?”, questionou. “Como eu falei agora há pouco, é um parque frequentado por várias famílias, pessoas, cidadãos de bem”, completou o apresentador.

Darlisson informou que a polícia deve investigar o caso para identificar as pessoas do vídeo. Na sequência, Marcão do Povo disse que gostaria de expor as imagens explícitas para promover um linchamento dos casais que aparecem no vídeo.

O mesmo vídeo foi ao ar e sem borrões no jornal DF Alerta, da afiliada da RedeTV! em Brasília por volta do meio-dia, na última quinta-feira, 2.

Ao Notícias da TV, o SBT disse que as “as imagens foram tratadas com blur” e disse que “não dá para ver nada do que está acontecendo no barco”.

Essa não é a primeira vez que o SBT ultrapassa os limites do bom senso e exibe cenas inapropriadas para todos os públicos da TV aberta. Em outubro de 2019, a emissora de Silvio Santos tirou o ‘Alarma TV’, o telejornal mais violento do mundo, de exibição às 19h20 na grade de programação do SBT, mas colocou o noticiário sensacionalista na programação às 10h30, antes do ‘Bom Dia & Cia’. Leia a matéria completa aqui.

Compartilhe: