Últimas notícias:

Loading...

Paella à valenciana, iguaria espanhola com uma versão brasileira

Conheça um pouco da história cultural dessa iguaria tão apreciada

A mesa cheia de familiares e amigos merece uma receita à altura, então, nada melhor que uma bela paella  à valenciana para surpreender a todos.

Conheça os detalhes culturais desse preparo e também um passo a passo detalhado para fazer a sua versão de paella em casa.

Boa leitura.

Crédito: Glizondo - stock.adobe.comAdobe Stock / CyberCook

Preparo espanhol, panela à francesa

A identificação desse prato é totalmente ligada à Espanha, pois com as suas costas marítimas repletas de frutos do mar, esse tipo de receita é amplamente consumida por lá, principalmente, na região de Valência, que é de onde essa nossa versão é inspirada.

O que caracteriza a paella tradicional é a sua panela característica, que lembra bem o disco de arado que vamos falar mais pra frente (é, inclusive, o item que dá nome ao prato).

Apesar de espanhola em essência, o nome vem do francês e significa literalmente panela, mais precisamente aquele tipo de panela utilizado no preparo.

Tradicionalmente, comer a paella é uma experiência que consiste em preparar, servir e consumir tudo na mesma panela.

Receita de paella

Não se assuste, pois a paella leva muitos ingredientes, em especial, proteínas, das mais variadas.

É um dos poucos preparos onde frutos do mar, frango e linguiças harmonizam bem, mas o importante é caprichar nos temperos, pois nada é mais característico de uma paella legítima do que seu aroma contagiante.

Sem mais delongas, vamos ao preparo.

Ingredientes:

  • Arroz parboilizado 2 xícaras (chá)
  • Água 1 litro
  • Sobrecoxa de frango 6 unidades
  • Camarão 400 gramas
  • Lula 400 gramas
  • Polvo 400 gramas
  • Mexilhões 8 unidades
  • Pimentão Vermelho 1 unidade
  • Pimentão Verde 1 unidade
  • Cebola 2 unidades
  • Alho 5 dentes
  • Cheiro-verde 1 maço
  • Cenoura 1 unidade
  • Tomate 2 unidades
  • Ervilha 400 gramas
  • Camarão rosa 8 unidades
  • Vodka 50 mililitros
  • Pimenta-do-reino em grãos a gosto
  • Azeite de oliva 1 xícara (chá)
  • Tempero espanhol Carmencita 1 envelope

Como fazer paella

Para o caldo, coloque em uma panela funda os pedaços de frango, 1 maço de cheiro verde inteiro, 1 cebola cortada, 1 cenoura grande picada grosseiramente, a água e um pouco de sal. Após levantar fervura, escumar a espuma e adicionar o pacotinho de CARMENCITA. Provar o sal e deixar o frango cozinhar.
Quando o caldo estiver bem amarelo e saboroso, retirar o frango e coar o caldo espremendo os temperos. Reserve.

Para a Paella, passe os camarões VG numa frigideira (ou na própria paella) com azeite e sal e flambe com um pouco de vodka ou cachaça. Reserve. Coloque a panela para paella no fogo alto com metade do azeite, frite o alho e a cebola, coloque o arroz e refogue. Adicione os tomates picados, as lulas, o polvo e deixe refogar um pouco. Arrume os pedaços de frango em volta da paella e adicione o caldo quente até cobrir tudo. Espalhe os camarões descascados e arrume os mexilhões com suas semi-cascas em pé, em volta e no centro da paella.

Lembre-se de sacudir a panela constantemente para que o fundo não queime e adicione caldo de acordo com o que achar necessário. Quando o arroz estiver se aproximando de estar pronto, arrume os camarões VG em cima e entre eles, as tiras de pimentão vermelho e verde, radialmente dispostas ao centro da paella.
Enfeitar com a ervilha por cima, um pouco de salsa e cebolinha picada.

Prove o sal, corrija e regue de novo com muito azeite.

Quando o arroz secar e começar a levantar um aroma gostoso, verifique a consistência (que deverá ser levemente al dente) e apague o fogo.

Tampe com uma tampa ou papel de alumínio por uns 5 ou dez minutos e sirva (se aguentar esperar tanto).

O tempo médio de cozimento é de 30 minutos a 40 min, dependendo do seu fogão.

Mais receitas de paella para completar seu repertório.

Paella de Frutos do Mar
Paella Completa
Paella Tradicional
Paella Caipira

Disco de arado, a paelleira brasileira

A paella é uma receita que, segundo a história, vem dos camponeses espanhóis em épocas de escassez de alimentos, que colocam tudo na mesma panela para fazer uma mistura que aproveitasse todos os alimentos.

Aqui no Brasil, temos algo que é bem semelhante que são as receitas feitas no disco de arado, também chamado de tacho em alguns lugares. O pessoal que vivia nas fazendas usava essa ferramenta como panela, pois cabia muita coisa ali, então, podiam cozinhar para muita gente e seguindo a mesma lógica dos camponeses espanhóis, aproveitando os alimentos antes que estragassem.

Hoje em dia, receitas no disco de arado fazem parte da cultura sertaneja brasileira e rendem receitas muito apreciadas, inclusive uma versão de paella caipira que é maravilhosa.

Com isso, você viu como que as ideias de pratos surgem de uma necessidade e se tornam iguarias, por isso, experimente fazer essa paella legitima e se quiser pode usar o disco de arado brasileiro promovendo esse intercâmbio gastronômico.

CyberCook

Em parceria com CyberCook

O CyberCook é uma plataforma de culinária com mais de 90 mil receitas dedicadas a inspirar e facilitar a vida das pessoas.

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário CyberCook

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.