Empresa doa resina para quem tem impressora 3D produzir EPIs

A ação já mobilizou mais de 200 pessoas espalhadas por todo o Brasil

Por: Redação

Uma ação que começou com uma publicação em uma rede social em poucos dias já mobiliza mais de 200 pessoas espalhadas pelo Brasil inteiro para produzir e doar equipamentos de proteção individual –as EPIs– para profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus (covid-19).

São engenheiros, professores, estudantes e técnicos, cada um com sua especialidade, atuando de forma colaborativa para aumentar os estoques de EPIs que são escassos no país.

Crédito: DivulgaçãoOs clipes feitos nas impressoras 3D são peças estruturais que servem para adaptar os óculos de proteção ou viseira ao rosto

Com cerca de 50 funcionários, a empresa de fabricação de resinas para impressão 3D, Yller Biomateriais foi recém-adquirida pela Neodent e viu sua produção reduzir com a chegada do coronavírus ao Brasil. Veio então a ideia de fazer uma postagem no LinkedIn colocando a indústria de Pelotas (RS) à disposição de projetos que tivessem como finalidade o combate à pandemia.

A partir daí os contatos não pararam e a empresa agora repassa a matéria-prima para a impressão em 3D de peças usadas na montagem de óculos e máscaras de proteção de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde.



“São pessoas e pequenos grupos que tinham impressoras 3D e decidiram colocá-las para funcionar com esse mesmo propósito. Dentro da nossa equipe, se fossemos pensar apenas na nossa rotina tradicional de trabalho estaríamos hoje parados. Mas decidimos focar nesse objetivo comum”, conta Fabrício Ogliari, CEO e fundador da Yller.

Os clipes feitos nas impressoras 3D são peças estruturais que servem para adaptar os óculos de proteção ou viseira ao rosto, um ajuste imprescindível para que os equipamentos sejam efetivos.

Crédito: DivulgaçãoA ação já mobilizou mais de 200 pessoas espalhadas por todo o Brasil

Distribuição

Os insumos saem do Rio Grande do Sul para várias partes do Brasil. Por ser uma matéria-prima para a área da saúde, essa logística tem prioridade nas transportadoras.

A Yller faz uma triagem e destina a resina para os interessados, que produzem as peças finais e doam para hospitais de suas regiões. Mais de 50 solicitações já foram atendidas pela empresa.

Pessoas e empresas interessadas em produzir clipes para esses EPIs podem enviar mensagem para o e-mail: contato@yller.com.br

Compartilhe: