5 bons motivos para largar o cigarro de vez

Oncologista cita razões pelas quais deveríamos considerar o tabagismo o inimigo número 1

Por: Redação Comunicar erro
homem segurando cigarro
Crédito: MarcBruxelle/istockOs malefícios do cigarro para a saúde são inúmeros

Números da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo, sendo responsável por 63% dos óbitos relacionados às doenças crônicas não transmissíveis. Dessas, o tabagismo é responsável por 85% das mortes por doença pulmonar crônica (bronquite e enfisema), 30% por diversos tipos de câncer (pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, colo de útero, estômago e fígado), 25% por doença coronariana (angina e infarto) e 25% por doenças cerebrovasculares (acidente vascular cerebral). Ou seja, não faltam motivos para cessar o tabagismo.

“Comunicar, educar, treinar e conscientizar a respeito dos malefícios do tabaco exerce um papel importantíssimo para aqueles que fumam, que nunca fumaram, os que já deixaram ou estão tentando interromper esse hábito, afirma o oncologista Cristiano Guedes Duque, da Oncoclínica, Centro de Tratamento Oncológico.

Abaixo, o médico cita as principais razões para largar o cigarro e passar a considerá-lo o inimigo número 1 da saúde:

1.   Adoecimento e Mortes Prematuras

As principais causas de mortes prematuras são as doenças cardiovasculares e o câncer. Isso vale para o Brasil e para vários países do mundo. Estima-se que, para cada dez consumidores de tabaco, seis tenham a causa de morte relacionada a essa substância.

O tabagismo é um dos principais causadores de doenças cardiovasculares, como angina, infarto e acidente vascular encefálico. Mesmo se a quantidade for apenas um cigarro ao dia, o risco para essas doenças aumenta consideravelmente.

O fumo também está relacionado às mortes prematuras por câncer. No Brasil, teremos 600 mil casos novos dessa doença em 2019, segundo as estimativas do Inca. Uma vez que o tabagismo é a principal causa evitável de câncer, é fácil perceber como esse hábito é o motivo do sofrimento dos muitos pacientes, assim como de seus familiares.

2. Impacto Financeiro

O tabagismo provoca repercussões financeiras imediatas: negativa para os consumidores e positiva para a indústria. Mas – como causa evitável de doenças cardiovasculares e câncer – possui imenso impacto para governos (tratamentos de doenças, perda de força de trabalho e aposentadorias precoces), empresas (afastamentos do trabalho) e operadoras de saúde (tratamentos de doenças).

3. Meio Ambiente

bituca de cigarro
Crédito: solidcolours/istockBituca demora, em média, 5 anos para se decompor

O cigarro libera gases tóxicos, que podem, inclusive, causar câncer nas pessoas ao redor, o que chamamos de tabagismo passivo. Na cultura do tabaco, além do desmatamento, utilizam-se agrotóxicos, sendo afetados ar, solo e água. Por fim, o filtro de cigarro (bituca) demora, em média, cinco anos para se decompor.

4.   Influenciadores (digitais ou não)

As pessoas que fumam são, inevitavelmente, influenciadoras. A indústria do cigarro já utilizou bastante essa ferramenta, associando seu produto, mediante patrocínio e propaganda, a esportes, música, cinema, entre outros. Essa influência vale inclusive para crianças: estima-se que, no Brasil, 80% dos tabagistas iniciam o hábito antes dos 18 anos e 20% já fizeram isso antes mesmo dos 15 anos de idade. Por isso, pode-se dizer que é uma doença também pediátrica. Crianças, em geral, aprendem com os chamados influenciadores, que podem ser quaisquer tabagistas, seja do convívio social ou digital.

5. Estética 

Se ainda assim parecer que não há motivos suficientes, deve-se dizer que o cigarro também piora a aparência das pessoas. Os cabelos e pele são afetados, ocasionando envelhecimento precoce. Também surgem mau hálito e dentes amarelados e maior perda óssea. A voz também pode ficar alterada, em geral, mais grossa. Nem a visão escapa: os tabagistas têm maior risco de desenvolver catarata.

1 / 8
1
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
2
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
3
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
4
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
5
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
6
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
7
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
8
03:59
Quais sintomas o álcool pode trazer?
O álcool é usado mundialmente, desde a antiguidade. Mas como saber se o seu uso, está nos afetando? Hoje, o Dr. …