Últimas notícias:

Loading...

Com estoque em baixa, Anvisa autoriza importação de imunoglobulina

Substância que aumenta a imunidade pode ser usada para auxiliar no tratamento de pacientes com novo coronavírus

Por: Redação

Para evitar o desabastecimento de imunoglobulina humana no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta terça-feira, 3, sua importação. A substância é utilizada para a repor anticorpos naturais e, assim, aumentar a imunidade de pacientes com doenças graves.

Segundo alertou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o medicamento está com os estoques em baixa e poderia faltar na rede pública de saúde em 30 dias se não houvesse a importação.

imunoglobulina
Crédito: Natali_Mis/istockSem importação, imunoglobulina humana corria o risco de desabastecimento

A preocupação com a falta da imunoglobulina é ainda maior por conta da ameaça do novo coronavírus, já que essa medicação pode ser usada para auxiliar no tratamento desses pacientes.

Outro item que preocupa o Ministério da Saúde são as máscaras de proteção, por conta da alta demanda. Na semana passada, a pasta refez um edital para comprar o produto de vários fabricantes e não somente de um, como previa a regra.

pessoas usando máscaras de proteção no aeroporto
Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão

Vale lembrar, no entanto, que o uso de máscaras de proteção não é uma recomendação para a população em geral, apenas para profissionais de saúde e pacientes infectados.

Além disso, a OMS afirma que a escassez dos materiais de segurança causada pelo aumento da demanda e acumulação coloca trabalhadores de saúde em risco e afeta a capacidade de países de responderem adequadamente à epidemia.

O que fazer quando não encontrar um medicamento no mercado?

Os motivos para um medicamento não ser encontrado no mercado são variados, vão desde cancelamento de registro no Brasil até descontinuidade por parte do fabricante. Caso o consumidor tenha dificuldades de encontrar qualquer remédio, é importante entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do laboratório para saber se há realmente algum problema e onde o medicamento pode ser encontrado em sua cidade.

Outro caminho é consultar as listas de medicamentos com previsão de descontinuação publicadas pela Anvisa.

Compartilhe:

?>