Estes são os danos de uma noite mal dormida

Falta de concentração e energia são apenas alguns dos malefícios

Por: Redação
mulher dormindo sentada
Crédito: Spyderskidoo/istockDormir pouco traz inúmeros reflexos à saúde e bem-estar

Ficar bem com menos de 8 horas de sono por noite é um mito e dos grandes, segundo a ciência. Os reflexos de uma noite mal dormida são muitos e não aparecem só na aparência e na energia no dia seguinte, não. Quando dormir pouco vira uma rotina, há riscos de hipertensão, depressão e até tendência em engordar.

O site Minha Vida, parceiro da Catraca Livre, listou os principais malefícios de uma noite mal dormida; confira:

1 – Aumenta a chance de acidentes

Dormir pouco atrapalha a concentração no dia seguinte, e o problema é grave para quem dirige. “Com apenas uma hora a menos de sono já é possível sentir efeitos do cansaço no dia seguinte e dificuldades de concentração: erros pequenos no trabalho, esquecimento de palavras ou tarefas, desconcentração no trânsito…”, enumera a otorrinolaringologista e médica especialista em sono, Angela Beatriz Lana.

2 – Detona o sistema imunológico

O sistema de defesa do nosso corpo está intimamente ligado ao ciclo do sono, e mesmo tendo ele ruim por uma noite, já é possível sentir as consequências. “Muitos estudos têm mostrado que a privação de sono mesmo que por um dia faz nossas células de defesa (células T) e natural killers (NK) caírem”, considera Angela.

As relações do sono com a imunidade ainda vão além: “alguns trabalhos mostram, por exemplo, que quem está privado de sono produz menos anticorpos ao tomar uma vacina de quem dormiu bem”, expõe o médico do sono Geraldo Lorenzi Filho, coordenador da Residência Médica em Medicina do Sono do Incor e do Laboratório do Sono do Hospital Santa Cruz.

3 – Descontrola o apetite

Dormir pouco altera o apetite

“De acordo com pesquisas, as pessoas que dormem poucas horas de sono (menos de seis horas) têm índice de massa corporal (IMC) maior do que aqueles que dormem entre 7 a 8 horas”, considera Angela Lana. Normalmente, os efeitos maiores da obesidade são percebidos após longos períodos de dormir, mas mesmo após uma noite com menos horas de sono já é possível perceber algumas alterações no apetite, como uma maior vontade de consumir açúcar, como aponta Lorenzi.

Continue lendo para saber os outros efeitos de uma noite mal dormida.

Compartilhe:

1
Câncer de próstata: saiba o que é e como se prevenir da doença
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os brasileiros. De acordo com informações do …
2
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose. Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
3
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
4
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
5
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
6
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
7
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
8
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …