Fundação do Câncer cria playlist para pacientes oncológicos

A ideia é passar uma mensagem de esperança e motivação por meio da música e contribuir com a melhora do bem-estar

Por: Redação
menino ouvindo música
Crédito: Flatcamera/istockIniciativa conta com ajuda de pacientes na seleção de músicas

A Fundação do Câncer, em parceria com a Radio Ibiza, lançará a playlist ‘’Com Você, Pela Vida’’. A ideia é transmitir uma mensagem de força e esperança, por meio da música, a pacientes que estão em tratamento de câncer.

O caráter colaborativo tem papel fundamental neste projeto: pessoas que passaram pelo tratamento ou vivenciaram essa fase com um ente querido poderão enviar sugestões de músicas.

Os interessados em contribuir com a playlist devem enviar sugestões entre os dias 01 e 12/07, para o e-mail comvocepelavida@radioibiza.com.br.

“Há uma unanimidade de que a música tem a capacidade de transformar emoções complexas, suavizar momentos difíceis e estimular o bem-estar físico e mental. Por isso, este projeto é elaborado de forma colaborativa, com a participação de um grupo de pessoas que vivencia ou vivenciou a experiência de lidar com o câncer’’, explica Luiz Augusto Maltoni Jr., diretor executivo da Fundação do Câncer.

Música no tratamento de doenças

música
Crédito: :blackdovfx/istockMusicoterapia usa a música e seus elementos para a reabilitação física, mental e social

A música não só tem o poder de relaxar e mudar nosso humor, como também exerce um papel importante no processo de cura de doenças. Há evidências científicas que demonstram como determinados sons e ritmos são capazes de acalmar ou deixar a respiração mais ofegante, alterar a pressão sanguínea e até os batimentos cardíacos.

Além disso, os sons têm uma ação direta com o sistema límbico do cérebro, responsável pelo controle das emoções e produção de endorfina, um analgésico natural do corpo.

Os poderes terapêuticos das músicas já são tão embasados que vários hospitais e clínicas de reabilitação utilizam a musicoterapia para tratamentos psicológicos e também para alívio de dores físicas.

O próprio SUS inclui a musicoterapia na lista de Práticas Integrativas e Complementares (PICS), ao lado da meditação, homeopatia, fitoterapia, entre outros tratamentos terapêuticos.

Compartilhe: