Hospital das Clínicas faz campanha para incentivar doação de órgãos

Médicos, enfermeiros e pacientes em fila de espera por órgãos irão esclarecer dúvidas da população e distribuir materiais educativos

Por: Redação Comunicar erro

Nesta sexta-feira, dia 27 de setembro, Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos, o Hospital das Clínicas da FMUSP promoverá campanha para conscientizar e incentivar a população sobre a importância da doação de órgãos para salvar vidas.

No Brasil, o índice de recusa familiar na hora de doar os órgãos dos pacientes já falecidos chega a 43 %, segundo dados do RBT Registro Brasileiro de Transplantes, de 2018. Em São Paulo, o percentual é de 36%.

doação de órgãos
Crédito: sturti/istockEm média, um doador pode salvar até cinco vidas

Para ajudar a mudar este cenário, com aumento do número de doadores, médicos, residentes, enfermeiros e pacientes transplantados e em fila de transplantes irão esclarecer dúvidas da população e distribuir materiais educativos para maior disseminação da informação. Integrantes da  Organização de Procura de Órgãos e Tecidos (OPO) também participarão das atividades.

A ação vai acontecer m frente ao Prédio dos Ambulatórios, do Instituto Central do Hospital das Clínicas, por onde circulam mais de 10 mil pessoas, a partir das 10h (Av. Enéas de Carvalho Aguiar, 255). Na estação Clínicas do Metrô também haverá orientação.

Fila de espera por órgãos

Em São Paulo, o tempo médio de espera para transplante hepático é de 8 a 10 meses, a depender da gravidade do paciente. “Em muitos casos, pacientes morrem a espera do órgão”, explica a médica Débora Terrabuio, hepatologista clínica do Grupo de Transplante de Fígado.

O Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP realiza transplantes de fígado, medula, rim, pâncreas, pele e córnea. Em 2018, foram 536 transplantes. De janeira a agosto de 2019, o instituto realizou mais 381.

Como se tornar doador de órgãos

Para ser doador de órgãos ou tecidos no Brasil, não é necessário deixar nenhum documento ou declaração por escrito, basta conversar com a família e deixar claro esse desejo.

homem transplantado na cama de hospital
Crédito: isayildiz/istockPara ser um doador, é preciso conversar com a família sobre esse desejo

Pela legislação brasileira, não há como garantir efetivamente a vontade do doador, no entanto, segundo o Ministério da Saúde, na grande maioria dos casos, quando a família tem conhecimento do desejo de doar do parente falecido, esse desejo é respeitado. Por isso a informação e o diálogo são absolutamente fundamentais, essenciais e necessários.

A doação só acontece após a autorização documentada de um familiar. Quando a pessoa interessada não avisa, a família fica em dúvida e a doação tende a não acontecer.

Existem diversas associações que fornecem, gratuitamente, a carteirinha de doador e, embora elas não sejam mais válidas, podem influenciar na decisão dos familiares no momento da doação.

Doador em vida

Qualquer pessoa saudável pode ser doadora em vida de rim ou medula óssea e, ocasionalmente, de parte do fígado ou do pulmão, para um de seus familiares. Quem quiser doar para uma pessoa que não é da família deve pedir autorização judicial, exceto quando se trata de doação de medula óssea.

Doador após a morte

São pacientes com morte encefálica, geralmente vítimas de catástrofes cerebrais, como traumatismo craniano ou AVC (derrame cerebral). A retirada dos órgãos e tecidos é realizada no centro cirúrgico do hospital e segue a rotina de grandes cirurgias. A retirada de córneas pode ser realizada até seis horas depois de uma parada cardíaca.

1
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose. Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
2
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
3
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
4
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
5
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
6
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
7
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
8
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …