Ministério da Saúde inclui gestantes e puérperas no grupo de risco para covid-19

Segundo a pasta, o risco para covid-19 entre esse grupo é semelhante ao risco para H1N1

Por: Redação

O Ministério da Saúde incluiu as gestantes no grupo mais suscetíveis aos efeitos da covid-19, assim como as puérperas, ou seja, mulheres que deram à luz recentemente.

Antes, apenas gestação de alto risco era considerada condição clínica preocupante para desenvolvimento de complicações e casos graves da doença.

De acordo com a pasta, essas mulheres são mais vulneráveis a infecções. É por isso que elas estão nos grupos de risco do vírus da gripe, por exemplo.

“Estudos científicos apontam que a fisiopatologia do vírus H1N1 pode apresentar letalidade nesses grupos associados à história clínica de comorbidades dessas mulheres. Sendo assim, para a infecção pelo Covid-19, o risco é semelhante pelos mesmos motivos fisiológicos, embora ainda não tenha estudo específico conclusivo”, informa nota do Ministério da Saúde.

gestante no médico
Crédito: FatCamera/istockGestantes entram no grupo de risco para a covid-19

A pasta ainda informa que os “cuidados com gestantes e puérperas devem ser rigorosos e contínuos, independentemente do histórico clínico das pacientes”.

Recomendações

Além de todas as medidas de prevenção já conhecidas e válidas para todos os grupos, como lavar as mãos com água e sabão e evitar aglomerações, as gestantes devem entrar em contato com seu obstetra de confiança caso apresente sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar. O profissional irá orientar se há necessidade ou não de buscar o pronto atendimento hospitalar.

Além disso, mulheres que deram a luz recentemente devem restringir as visitas aos bebês para sua própria proteção e também para proteção do recém-nascido. Também é recomendável a higienização das mãos pela mãe antes e após os cuidados com o bebê.



Compartilhe: