Últimas notícias:

Loading...

Brasil ‘ganha’ primeiro hotel adaptado para pandemia de coronavírus

Hotel Vivenzo Savassi segue protocolos inéditos de higienização, com técnicas e uso de produtos hospitalares, e confinamento de colaboradores

Parece até coisa de filme de ficção científica. Os trâmites de check-in e check-out são feitos de forma virtual, todos os ambientes são lacrados por tapumes e o hóspede tem acesso apenas a seu quarto.

Localizado em Belo Horizonte (MG), o Vivenzo Savassi é considerado o primeiro hotel brasileiro a seguir protocolos inéditos de higienização, com técnicas e uso de produtos hospitalares.

Crédito: DivulgaçãoInaugurado há 11 meses, o hotel Vivenzo Savassi, na região centro-sul da capital mineira, é o primeiro e único do país adaptado para a pandemia

Inaugurado há 11 meses na região central da capital mineira, o empreendimento é o primeiro e único do país adaptado para a pandemia e, em tempos de coronavírus, está voltado para hóspedes como profissionais da saúde, pilotos, comissários de bordo e acompanhantes de pacientes hospitalizados.

Crédito: DivulgaçãoCheck-in e check-out são feitos virtualmente; hóspedes acessam apenas o quarto

“Desenvolvemos um protocolo inédito para garantir a segurança biológica dos nossos colaboradores e hóspedes”, explica em nota para a imprensa, Frederico Amaral, fundador e CEO da Macna Digital Hotels.



Embora o hotel já estivesse treinando a equipe há mais de 30 dias, os procedimentos ganharam mais força no último dia 25 de março.

Para colocar o projeto em prática, o estabelecimento reduziu a quantidade de unidades (de 240 quartos para 120) e contou com suporte de especialistas em higienização, controle e EPI (Equipamento de Proteção Individual).

Confira os procedimentos

Crédito: DivulgaçãoA limpeza e desinfecção dos quartos e das demais dependências são feitas com técnicas e produtos hospitalares

– check-in e check-out são feitos sem contato humano;

– os ambientes são lacrados e o hóspede acessa apenas o seu apartamento;

– serviços de alimentação e bebidas são entregues na porta do quarto, cujos suprimentos passam por um processo de desinfecção e higienização para entrar no hotel;

– todo quarto desocupado fica em quarentena por 72 horas, após a saída do último hóspede;

– a limpeza e a desinfecção dos quartos e das demais dependências são feitas com técnicas e produtos hospitalares.

A diária custa R$ 230 (uma pessoa) e R$ 260 (duas pessoas). Informações e reservas: www.hotelvivenzo.com.br

Em parceria com Viagem em Pauta

O Viagem em Pauta é o projeto pessoal do jornalista Eduardo Vessoni, profissional que atua com turismo desde 2008 e já colocou os pés em todos os continentes.

Compartilhe:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário viagemempauta

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.