Últimas notícias:

Loading...

EUA reabrem fronteiras e voltam a emitir visto para brasileiros

A obrigatoriedade de visto para brasileiros está mantida; confira demais regras

Por: Redação

Após 20 meses de restrições, os EUA reabriram nesta segunda-feira, 8, suas fronteiras a turistas estrangeiras totalmente vacinadas contra a covid-19, incluindo brasileiros. Para entrar no país, é necessário apresentar o comprovante de vacinação (em inglês) e um teste negativo de covid-19 feito até três dias antes do embarque.

Menores de 18 anos não precisam estar vacinados para entrar nos EUA, mas quem tem entre 2 e 17 anos também tem de apresentar um teste negativo.

EUA reabrem fronteiras e voltam a emitir visto para brasileiros
Crédito: FrozenShutter/iStockEUA reabrem para turistas após 20 meses; confira o que brasileiros precisam para viajar

São aceitas todas as vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como Pfizer/BioNTech, Moderna, Oxford/AstraZeneca, Janssen, SinoPharm e CoronaVac.

No aplicativo ConecteSUS, do Ministério da Saúde brasileiro, é possível emitir o documento em inglês ou espanhol. Veja como emitir o documento.


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel, respeitar o distanciamento social e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado?


Visto para os EUA

Também nesta segunda-feira, os Consulados dos Estados Unidos no Brasil voltaram o atendimento para brasileiros. No entanto, o serviço de emissão de vistos vai demorar a ser normalizado.

Quem precisa renovar ou tirar o visto pela primeira vez está enfrentando uma longa fila nos consulados americanos. A espera para agendar a entrega dos documentos e a entrevista –necessária no processo de obter o visto– pode levar até um ano. Em alguns deles, só há vaga para 2023.

EUA visto fila
Crédito: Belterz/iStockFila para tirar visto para entrar nos EUA pode demorar mais de 1 ano

Antes dos consulados fecharem por causa da pandemia, a espera entre a entrega dos documentos e a entrevista durava, em média, 15 dias.

Já aqueles quem têm o visto dentro da validade podem embarcar normalmente para os EUA a partir de 8 de novembro. É preciso apresentar apenas o comprovante de vacinação contra a covid-19, em formulário de papel ou digital, com a datas da aplicação das doses da vacina e teste negativo para doença feito em até 72 horas antes da viagem.

Em nota, a Embaixada americana informa que “um “número significativo de vagas para entrevistas, incluindo datas para este ano, já foram disponibilizadas”. Os consulados  no Brasil retomam o atendimento ao público também no dia 8 de novembro, após quase um ano e meio fechados.

De acordo com o porta-voz e o chefe da seção consular no Brasil, Antonio Agnone, as entrevistas que estavam marcadas no período em que os consulados estavam fechados poderão ser reagendadas para uma data mais próxima de acordo com a disponibilidade.

Ainda segundo o porta-voz, os “vistos de estudantes estão sendo emitidos desde maio deste ano e continuam a ser prioridade para agendamento, assim como em casos emergenciais”.

A Embaixada americana recomenda ainda que os solicitantes de visto chequem regularmente o site de agendamento para novos horários.

Visto americano
Crédito: A_Taiga/iStockOs procedimentos para cada visto são diferentes, e é importante conhecer todos eles antes de começar a tirar o documento

Antes da pandemia, o consulado de São Paulo atendia 3 mil pessoas por dia. Os Estados Unidos possuem consulados em Porto Alegre, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Os EUA são o segundo destino internacional mais procurado pelos brasileiros, atrás apenas da Argentina. Em 2019, 2,1 milhões de brasileiros viajaram ao país.

Compartilhe:

?>