Bolsonaro compara Brasil, Argentina e Suécia na luta contra coronavírus

Sem perceber, presidente admitiu que caminhar ao socialismo pode ser a melhor alternativa para se ter um menor número de mortos

Por: Maurício Thomaz

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em sua já tradicional saidinha do Palácio do Alvorada, conversou com fãs e com imprensa na manhã desta quinta-feira, 14, e deu um tiro no próprio pé ao comparar o Brasil com a Argentina e a Suécia na luta contra o novo coronavírus.

Questionado por um jornalista sobre o que poderia explicar o fato de a Argentina ter um número menor de mortos pela covid-19 do que o Brasil, Bolsonaro respondeu: “É só você fazer a conta por milhão de habitantes, e talvez… [Bolsonaro balbucia alguma coisa]. Vamos falar da Suécia? A Suécia não fechou. Pronto. A Suécia não fechou. Você está defendendo… você entrou pra ideologia. Você pegou um país que tá caminhando pro socialismo”, disse o presidente.

bolsonaro suécia argentina
Crédito: Reprodução/FacebookBolsonaro: “tá morrendo gente? Tá. Lamento. Mas vai morrer muito mais se a economia continuar sendo destroçada”

Mas, vamos lá, Bolsonaro: quando fazemos as contas por milhão de habitantes, percebemos que a Argentina está em uma situação bem melhor que a nossa. E a Suécia, que não tomou nenhuma atitude para deixar o povo em quarentena, pior.



Segundo dados da Universidade Johns Hopkings, dos EUA, a situação é a seguinte: o Brasil tem 13.555 mortos pela covid-19, a Suécia tem 3.529 e a Argentina, 344.

Em números gerais, o Brasil tem 209,5 milhões de habitantes, a Suécia tem 10,23 milhões, e a Argentina, 44,49 milhões.

Com esses dados em mãos, basta tirar a média de óbitos por milhão de habitantes. O Brasil tem 64,7 mortos por milhão de habitantes; a Suécia tem 344,9 mortos por milhão de habitantes; e a Argentina tem 7,73 mortos por milhão de habitantes.

Ou seja, sem conhecimento algum da realidade no Brasil e no mundo, Bolsonaro admite que “caminhar rumo ao socialismo”, tal como ele acredita que a Argentina tem feito sob o comando do presidente kirchnerista, Alberto Fernández, garante ao país um menor taxa de letalidade com o novo coronavírus. Já seguir o padrão capitalista sueco, em que a quarentena é ignorada, garante uma maior mortalidade.

Para quem sempre demonizou o socialismo, até que foi um baita tiro no pé, não é mesmo?!

– Povo passando fome quer trabalhar, caminho do caos, impossibilitados de botar comida na mesa de sua família. Miséria, decretos de governadores e prefeitos.. Link no YouTube: https://youtu.be/pYOG6MHJyS0

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Thursday, May 14, 2020


 
Por: Maurício Thomaz

Editor Executivo de Redação. Libriano com traços piscianos. Amante da praia e do concreto. Rolês no centro de São Paulo são os meus preferidos. Mas que tal falar de política e de futilidade num boteco com cerveja barata?!