Estudo descobre quanto tempo coronavírus sobrevive em superfícies

Tempo de vida do vírus em contato com o plástico e o aço é maior, segundo observaram os cientistas

Por: Redação

Desde que a Covid-19 surgiu, muita gente se perguntou sobre o tempo de vida do vírus fora do corpo humano. Até então, não havia estudos específicos sobre o novo coronavírus, mas, nesta semana, cientistas chegaram a uma conclusão e descobriram que ele consegue sobreviver até 3 dias em superfícies, como o plástico e o aço.

Isso significa que se uma pessoa saudável entrar em contato direto com essa superfície contaminada nesse período, ela corre o risco de ser infectada.

coronavírus computador
Crédito: Wsfurlan/istockCoronavírus pode viver por dias em algumas superfícies

O estudo publicado na revista científica “New England Journal of Medicine” foi realizado por pesquisadores dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), da Universidade da Califórnia, de Los Angeles e de Princeton.

Eles avaliaram o comportamento do vírus em diferentes materiais, como aço inoxidável, cobre, papelão e poeira. Ao realizar várias simulações, observaram que a Covid-19 fica “mais estável” em plástico e aço inoxidável, podendo sobreviver por até 72 horas.

As descobertas também sugerem que o vírus se desintegra ao longo de um dia em papelão, diminuindo a preocupação com os pacotes que chegam pelo correio.

Nos demais materiais, o tempo varia da seguinte forma:

Cobre: 4 horas

Poeira: 40 minutos

Durante semanas, especialistas afirmam que o vírus não é transmitido pelo ar. Mas o estudo descobriu que ele pode viajar pelo ar e permanecer suspenso por um período de cerca de meia hora a 40 minutos antes de pousar sobre superfícies.

Vale dizer, no entanto, que o vírus não permanece no ar em níveis altos o suficiente para ser um risco para a maioria das pessoas.

Como acontece a transmissão do coronavírus

A transmissão do novo coronavírus acontece, principalmente, pelas secreções respiratórias. Quando o indivíduo fala ou espirra, ele expele gotículas que contêm o coronavírus que podem passar para outras pessoas. O potencial de doenças respiratórias é muito grande porque a transmissão acontece pelo ar.

A transmissão também pode acontecer através das mãos contaminadas pela secreção respiratória. Se a pessoa infectada passa a mão no nariz ou tosse com a mão na boca, por exemplo, e pega na maçaneta, uma segunda pessoa que também pegar nessa maçaneta e levar a mão até a boca, poderá se contaminar com o vírus.

Prevenção

Os cuidados para reduzir o risco de contrair o coronavírus são básicos e incluem lavar as mãos frequentemente com água e sabão, usar desinfetante à base de álcool e evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

Veja outras dicas:

-Ao tossir ou espirrar é recomendado cobrir a boca e nariz

-Não tocar mucosas de olhos, nariz e boca de outra pessoa

-Usar lenço descartável para higiene nasal

-Não compartilhar objetos de uso pessoal

-Manter o ambiente ventilado

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.