Macacos tomam cidade turística na Tailândia e enclausuram moradores

A invasão é um efeito da própria intervenção do homem na natureza

Por: Redação

A pandemia do novo coronavírus mudou a rotina de muitos destinos turísticos pelo mundo. Na Tailândia, a ausência de turistas fez uma cidade ser tomada por macacos.

A situação em Lopburi, a 150 km de Bangkok, é tão crítica, que moradores têm medo de sair e estão trancafiados em suas casas.

Tailândia
Crédito: IStockLopburi, na Tailândia, é o lar de milhares de macacos selvagens que perambulam pelas ruas e edifícios

Os macacos são sagrados na Tailândia. Para os tailandeses, os animais são considerados descendentes do deus-macaco Hanuman, e Lopburi é uma cidade-santuário.

Por lá vivem cerca de 6 mil macacos. Eles vivem em terrenos dos antigos templos budistas espalhados pela cidade. Sem visitantes para alimentá-los, os símios invadiram a cidade em busca de comida.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Os animais passaram a se alimentar de junk food e, com essa energia excedente, reproduziram-se indiscriminadamente.

Além disso, gangues rivais de macacos brigam com frequência e há até zonas aonde os humanos não podem ir.

Turismo predatório na Tailândia

A invasão de macacos em Lopburi é pare dos os efeitos devastadores de destinos que exploram animais para atrair turistas.

A queda maciça de turistas na Tailândia, devido ao coronavírus, causou uma multidão de macacos no distrito de Lopburi…

Posted by Mídia NINJA on Friday, March 13, 2020

Os turistas, normalmente, dão alimentos para os macacos. E na falta deles, os bichos foram atrás de comida nos locais onde estão acostumados a encher a barriga comendo petiscos dados, lutando pelo pouco de comida que ainda resta.

Lopburi fica a cerca de 150 km de Bangkok, capital da Tailândia, e os primeiros vestígios de civilização no local remontam há mais de mil anos.

Compartilhe: