Roraima: violência doméstica no estado com mais mortes de mulheres

Roraima é o estado com a menor concentração de pessoas no Brasil. Ainda assim, a violência contra mulher lá é tão presente quanto em qualquer outra região.

Segundo a última edição do Atlas da Violência, o estado liderou o índice de homicídios contra o sexo feminino em 2017. Foram 10,6 mortes a cada 100 mil mulheres. A título de comparação, em São Paulo esse número foi de 2,2 mortes.

O feminicídio está inserido neste quadro preocupante, isso porque grande parte das ocorrências aconteceram dentro da casa da própria vítima. Vale destacar que a morte de uma mulher em função de seu gênero é considerado o estágio mais extremo do ciclo de violência doméstica. 

Para entender os motivos por trás dessas estatísticas e as iniciativas que pretendem rever esse quadro, a Catraca Livre viajou até Boa Vista, a capital de Roraima. Conversamos com autoridades, uma vítima e uma representante de um projeto de combate à violência contra a mulher.

Confira todos os detalhes dessa história no terceiro episódio da série ‘Ela Não Pediu’.

Campanha #ElaNãoPediu

Nenhuma mulher “pede” para apanhar. A culpa nunca é da vítima. A campanha #ElaNãoPediu, da Catraca Livre, tem como objetivo fortalecer o enfrentamento da violência doméstica no Brasil, por meio de conteúdos e também ao facilitar o acesso à rede de apoio existente, potencializando iniciativas reconhecidas

Mais episódios