Mulher flagrada pelo ‘Fantástico’ humilhando fiscal no Rio é demitida

'Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você', disse ao funcionário da Vigilância Sanitária

Por: Redação

A mulher que foi flagrada pela reportagem do programa “Fantástico”, da TV Globo, ofendendo um fiscal da Vigilância Sanitária do Rio foi demitida da empresa onde trabalhava nesta segunda-feira, 6, por causa do episódio.

O caso ocorreu na noite do último sábado, 4, durante blitz da Vigilância Sanitária a bares da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio.

Mulher flagrada
Crédito: Reprodução/TV Globo“Cidadão não, engenheiro civil formado, melhor do que você”, disse a mulher em um flagrante de desrespeito a fiscais exibido pelo “Fantástico”

Nas imagens do “Fantástico”, Flávio Graça, que é médico-veterinário e conduzia a operação, aparece sendo ofendido por um casal. “Cidadão não, engenheiro civil formado, melhor do que você”, diz a mulher.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Em nota, a empresa TAESA afirmou que “compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença [covid-19] segue em alta no Brasil e no mundo”.

NOTA DE POSICIONAMENTO OFICIAL A TAESA é uma companhia comprometida com a segurança e a saúde não apenas de seus…

Posted by Taesa on Monday, July 6, 2020

A empresa disse ainda que adotou “inúmeras iniciativas para proteger a saúde de seus profissionais e familiares”, e que a funcionária foi demitida por desrespeitar a “política vigente na empresa”.

Confira abaixo a íntegra da nota:

“A TAESA é uma companhia comprometida com a segurança e a saúde não apenas de seus empregados, mas também com o bem-estar de toda a sociedade. Desde o início da pandemia da Covid-19, a Taesa implementou inúmeras iniciativas para proteger a saúde de seus profissionais e seus familiares, como o home-office para 100% do seu quadro administrativo, e a adoção de diversas outras medidas de proteção para as equipes que operam em campo.

A companhia não compactua com qualquer comportamento que coloque em risco a saúde de outras pessoas ou com atitudes que desrespeitem o trabalho e a dignidade de profissionais que atuam na prevenção e no controle da pandemia.

A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo.

A TAESA ressalta que segue respeitando o isolamento e as mais rigorosas regras de prevenção ao coronavírus e que a empregada em questão desrespeitou a política vigente na empresa. Diante dos fatos expostos, a TAESA decidiu por sua imediata demissão.”

Compartilhe:

Tags:#Abuso