Emicida explica por que não irá a protestos no domingo

"Qualquer aglomeração agora, por mais legítimos que sejam nossos motivos, é pular na ciranda da necropolítica", disse o rapper

Por: Redação

O rapper Emicida explicou por que não irá aos protestos pela democracia e contra o racismo programados para o próximo domingo, em diversas cidades do país. Em um vídeo  publicado em seu Twitter, nesta sexta-feira, 5, o artista aponta a necropolítica e a pandemia do novo coronavírus como principais motivos para sua decisão.

Crédito: Reprodução/GNTEmicida explica porque não irá a protestos no domingo

“Qualquer aglomeração agora, por mais legítimos que sejam nossos motivos, é pular na ciranda da necropolítica e levar uma onda de contágio pior do que essa que já está dentro das comunidades onde vive quem a gente ama. Isso é parte do plano deles”, afirmou o artista.

“Hoje nós não temos organização para isso, manifestação não é micareta. Quem acha que a estrutura racista do Brasil vai ser desligada como se fosse um interruptor está viajando na maionese. Precisamos de uma construção, de uma base, um projeto, uma coalizão em torna de algo.”

“Meu questionamento para quem está legitimamente frustrado e cheio de ódio é: qual é o nosso potencial de organização hoje para barrar uma pá de infiltrado que pode colar e arrastar uma causa legítima? E jogar para o ralo toda a sua indignação”, disse Emicida fazendo referência as manifestações de 2013.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Emicida aponta que no atual momento é preciso ser estratégico. “Não cheguei aqui porque agi na emoção, e não vai ser agora que eu vou começar a fazer isso, principalmente nesse contexto. Estrategicamente falando, a instabilidade está sendo ajustada para justificar uma pá de atitude arbitrária. Se a gente entrar na dança dos caras, sabemos quem vai sofrer. A gente sabe em que lugar e com que tipo de pessoa que o sistema brasileiro faz a sua arbitrariedade alcançar níveis máximos.”

Por fim, Emicida criticou o governo Bolsonaro. “Tudo que esses vermes querem é uma faísca para rasgar de vez o tecido social dessa po*** e justificar uma ruptura agressiva e violenta, que vocês sabem em cima de quem vai cair primeiro. Infelizmente, não estamos com preparo nenhum, organização nenhuma. Tudo que esse desgoverno quer é isso, você agindo na emoção.”

Confira a íntegra: