CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Ivete homenageia Aldir Blanc e Moraes Moreira e fãs apontam indireta para Regina Duarte

"A gente não precisa entender e assistir o negativo, obscuro", disse a cantora

Por: Redação

A live especial de Dia das Mães de Ivete Sangalo, realizada no último domingo, 10, rendeu comentários dos internautas nas redes sociais. Isso porque a cantora teria, segundo os fãs, soltado uma indireta sobre a polêmica entrevista de Regina Duarte à CNN Brasil, na última semana.

ivete sangalo regina duarte
Crédito: Reprodução/Youtube e CNN BrasilMensagem de Ivete Sangalo rendeu comentários sobre polêmica de Regina Duarte

Embora tenha ignorado o questionamento que Xuxa fez durante o apresentação pela internet, sobre o que ela achava do episódio envolvendo a secretária de Cultura do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), Ivete prestou uma homenagem a Aldir Blanc, compositor que morreu de covid-19, e que teve sua morte ignorada por Regina. Segundo a política, ele não foi homenageado porque ela não o conhecia pessoalmente.

“Nós não precisamos de uma mensagem que não nos inspira. A gente não precisa entender e assistir o negativo, obscuro. A gente tem, sim, que assistir e propagar pessoas que nos inspiram. Estou falando de Aldir Blanc, que fez essa canção ‘Resposta ao Tempo’, gravada por Nana Caymmi. Isso sim alimenta a nossa cultura, a nossa estrutura emocional, nossa força”, declarou.

Em seguida, Sangalo fez reverência a Moraes Moreira, que também faleceu recentemente, porém, não por complicações de covid-19, mas que também não recebeu nenhuma mensagem de gratidão de Regina: “Outro maravilhoso. Um artista incrível que tive a oportunidade de conhecer e conviver com ele, um doce, maluco beleza, um novo baiano. E tive o prazer de presenciar ele tocando, cantando. Estou falando de Moraes Moreira, que fez tão lindas canções e traduziu o nosso carnaval da Bahia. A gente reitera a sua força para nossa cultura”, definiu.

Por fim, a cantora relembrou a mãe, Maria, morta em agosto de 2001, o pai, Alsus, morto ainda na infância dela, e o irmão, Jesus, que morreu vítima de uma infecção generalizada, em novembro de 2019.

“Quero dizer um adendo que estou sentindo muita falta da minha mãe, do meu pai e do meu irmão, que eu perdi e de tantas pessoas queridas que já se foram… E essas pessoas vivem dentro da gente através das nossas memórias afetivas que temos com elas. E as pessoas que se vão são muito importantes na vida da gente”, completou.

Regina Duarte foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter no dia 7 de maio, ao relativizar, para não dizer que ignorou, o período da Ditadura Militar no Brasil, e ainda por cima surtou ao ouvir um depoimento de Maitê Proença a cobrando um posicionamento do seu cargo como secretária de Cultura para a classe artística.

“Cara, desculpa, eu vou te falar uma coisa assim: a humanidade não para de morrer. Se você falar ‘vida’ do outro lado tem ‘morte’. Por que as pessoas ficam ‘oh! oh! oh!’… Por quê?”, perguntou ela, deixando o repórter Daniel visivelmente incomodado com tal questionamento, que se viu obrigado a responder o óbvio: “Porque houve tortura, secretária, houve censura à cultura…”, disse ele sendo interrompido por ela: “Mas sempre houve tortura, (Joseph) Stalin, quantas mortes? (Adolf) Hitler, quantas mortes? Não quero arrastar um cemitério nas minhas costas”, afirmou ela na ocasião.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.