Coronavírus: se prevenção falhar, RJ pode ter 24 mil casos em um mês

A orientação do governo é para as pessoas saírem às ruas apenas para fazer o essencial

Por: Redação

No último fim de semana, as praias do Rio estavam cheias, apesar da orientação do governo do estado para evitar aglomerações. Esses e outros hábitos que desrespeitam as medidas de prevenção é o que preocupa as autoridades. O secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, prevê 24 mil casos do novo coronavírus em um mês no estado do Rio de Janeiro, caso a população não se conscientize.

“Com exceção dos casos de trabalho, compra de alimentos ou ida a médicos, as pessoas devem ficar em casa. Se essa medida for tomada, a transmissão deixa de ser de um para três e passa a ser de um para um. Com isso, podemos ficar com três mil ou quatro mil casos”, disse o secretário em entrevista ao Bom Dia Rio.

praia rio de janeiro
Crédito: Jptinoco/istockGovernador do RJ pode interditar praias para conter propagação do coronavírus

O estado do RJ é o segundo com o maior número de casos (95), atrás apenas de São Paulo (1.125), de acordo com o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Os dois estados também são os únicos, até o momento, que registram casos de transmissão comunitária, que é quando não se pode rastrear quem passou o vírus para quem.

caso a projeção de 24 mil casos se confirme, a situação na rede de atendimento será caótica, já que não há unidades de internação suficientes.

Medidas no Rio de Janeiro

Para tentar conter a propagação do vírus no Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel determinou as seguintes medidas:

  • PM pode interditar praias
  • Shoppings podem acesso restrito
  • Orientação de suspender cultos e missas
  • Antecipação de férias 15 dia na rede estadual de ensino, a partir desta segunda

Sintomas de coronavírus

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado, com febre, tosse e dificuldade para respirar. A Covid-19 pode, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

Prevenção

Os cuidados para reduzir o risco de contrair o coronavírus são básicos e incluem lavar as mãos frequentemente com água e sabão, usar desinfetante à base de álcool e evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

Veja outras dicas:

-Ao tossir ou espirrar é recomendado cobrir a boca e nariz;

-Não tocar mucosas de olhos, nariz e boca de outra pessoa;

-Usar lenço descartável para higiene nasal;

-Não compartilhar objetos de uso pessoal;

-Manter o ambiente ventilado.