CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

OMS diz que vacina de Oxford testada no Brasil é a mais avançada

Profissionais da saúde já começaram a receber doses da vacina em São Paulo, em um teste que tem previsão de durar um ano

Por: Redação

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, que começou a ser testada no Brasil na semana passada, é a mais avançada de todas, informou a Organização Mundial da Saúde nesta sexta-feira, 26. A afirmação foi feita pela principal cientista da OMS, Soumya Swaminathan.

Chamada ChAdOx1 nCoV-19, a vacina já foi testada no Reino Unido, e atualmente está em estudo no Brasil e também na África do Sul. Segundo Swaminathan, ela está um pouco à frente do imunizante desenvolvido pela empresa norte-americana Moderna, que é esperado pelo Pentágono até o fim deste ano.

Soumya Swaminathan da OMS fala sobre vacina testada no Brasil
Crédito: Reprodução/TwitterOMS diz que a vacina em teste atualmente no Brasil é a mais avançada

Na corrida pela imunização contra o novo coronavírus, ainda estão em estudo cerca de 130 potenciais vacinas no mundo todo. Mas apenas 13 que estão em fase avançada de testes em humanos.

A pesquisadora da OMS também informou que os testes com vacinas e tratamentos contra a covid-19 exigirão ainda um investimento de US$ 31,3 bilhões (cerca de R$ 171 bilhões).


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Como estão sendo feitos os testes com a vacina no Brasil

A aplicação da vacina de Oxford em voluntários no Brasil começou o dia 19 de junho em São Paulo. Nessa primeira etapa, foram imunizados apenas profissionais da saúde, já que esses estão mais expostos ao vírus, o que inclui médicos, enfermeiros, motoristas de ambulância e outros funcionários de hospitais.

Ao todo, nessa primeira etapa, dois mil voluntários serão testados em São Paulo e outros mil no Rio de Janeiro, pela Rede D’Or. Todos os participantes devem ter idades entre 18 e 55 anos e ser soronegativos, ou seja, que ainda não contraíram a doença.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.