Plataforma de teleconsulta libera acesso para todos os médicos do país

O Software, que liga médico a pacientes, ajuda a incentivar o cumprimento do isolamento social

Por: Redação

Durante a pandemia do novo coronavírus, as autoridades de saúde pedem para que as pessoas evitem procurar os hospitais sem necessidade. A preocupação é tanta que o Conselho Federal de Medicina (CFM) liberou atendimentos médicos online. Tudo isso para impedir a superlotação dos serviços de saúde e a consequente propagação do vírus.

Para ajudar os médicos no atendimento a distância, uma plataforma de teleconsulta liberou o uso para todos os profissionais de saúde do Brasil. O Software permite que o médico conduza consultas em local distinto do paciente, contando com recursos de prontuário integrado e controle de prescrição de medicamentos.

“Neste momento, o teleatendimento reduz o risco de contaminação e incentiva o cumprimento do isolamento social, que devemos considerar o tratamento não-medicamentoso da Covid-19. No curto prazo, a adoção de tecnologias de atendimento à distância é extremamente importante dada a necessidade de isolamento e, no médio prazo, este tipo de atendimento seguirá sendo utilizado pois facilita a assistência médica”, explica o cardiologista Guilherme Ribeiro Câmara, que já utilizou o recurso.

teleatendimento-médico
Crédito: ReproduçãoPlataforma de teleconsulta libera uso gratuito para todos os médicos durante a pandemia


A plataforma de prontuário eletrônico roda em nuvem e já inclui vários módulos de especialidades médicas: ginecologia, pediatria, reumatologia, oncologia, oftalmologia e dermatologia, entres outras.

Pra liberar o acesso à plataforma de prontuário eletrônico e teleconsultas, o profissional deve ser cadastrar neste link.

Compartilhe: