Anvisa decide que ivermectina será vendida apenas com receita

Mesmo sem qualquer comprovação científica, remédio tem sido amplamente recomendado para tratar e prevenir a covid-19

Por: Redação

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – determinou que a ivermectina passa a ser um remédio controlado. Agora, as farmácias vão exigir receitas em duas vias para a venda do vermífugo, que mesmo sem comprovação científica nenhuma tem sido amplamente vendido para tratamento de covid-19. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União na quinta-feira, 23.

Além de coibir a compra indiscriminada da ivermectina, a medida visa também manter os estoques destinados aos pacientes que já possuem indicação médica para o uso da droga para tratar infecções parasitárias.

A resolução também determina que receita terá validade de 30 dias, a partir da data de emissão, e poderá ser utilizada apenas uma vez.

ivermectina
Crédito: Adriano Siker/istockIvermectina passa a ser remédio controlado

#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


A Anvisa reforça que “não existem medicamentos aprovados para prevenção ou tratamento da covid-19 no Brasil”.

Boatos sobre prevenção da ivermectina

Em junho, um estudo australiano com células in vitro indicou que a ivermectina foi capaz de desempenhar uma atividade antiviral, combatendo o coronavírus em laboratório. Isso foi o bastante para começar a circular nas redes sociais a notícia de que a droga ajudaria a prevenir a covid-19 e levar um volume grande de pessoas até as farmácias para garantir seus estoques.

Em várias cidades do interior do Brasil, prefeitos chegaram a distribuir a medicação para a população como um tratamento profilático. Porém nenhum teste clínico em humanos foi realizado em uma larga escala para comprovar sua segurança e eficácia do medicamento.

Compartilhe: