China aprova primeira patente de vacina contra coronavírus

Imunizante induziu uma resposta imunológica na fase 2 de testes, segundo informou a agência de notícias estatal chinesa

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A China aprovou sua primeira patente de uma vacina contra o novo coronavírus. Com isso, o país abre caminho para uma eventual produção em massa caso a terceira fase de testes em humanos apresente resultados positivos.

No ensaio de fase 2, o imunizante, que foi nomeado de Ad5-nCoV e é produzido pela empresa CanSino Biologics, mostrou-se seguro e induziu uma resposta imunológica. A informação foi publicada pela agência de notícias estatal chinesa Xinhua News.

A pesquisa envolveu 320 voluntários saudáveis com idades entre 18 e 59, dos quais 96 participaram de estudos clínicos de fase 1 e 224 de estudos de fase 2.

china anuncia patente de vacina
Crédito: Nevodka/istockChina anuncia patente de vacina contra o novo coronavírus

A vacina, que é feita de adenovírus recombinante, está sendo testada no Canadá, e, segundo a empresa, há negociações para levá-la a outros países, como Arábia Saudita, Brasil, Chile e Rússia.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Corrida global por uma vacina

Além desse imunizante da CanSino Biologics, a China tem outras três potenciais vacinas em estágio avançado de testes. São elas: duas do grupo farmacêutico Sinopharm (sendo uma de Pequim e outra de Wuhan) – e a Coronavac, da Sinovac Biotechs, que está sendo testada em voluntários no Brasil, em em parceria com o Instituto Butantan.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no momento, existem 29 vacinas ao todo em testes em humanos no mundo todo. Seis delas estão na última etapa antes da aprovação.

Compartilhe: