Últimas notícias:

Loading...

Estudo associa hidroxicloroquina a piora e morte por covid-19

Cientistas dizem que remédio não é um tratamento eficaz para pacientes hospitalizados com coronavírus

Por: Redação

Um estudo liderado pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, associou o uso da hidroxicloroquina ao agravamento do quadro e morte de 1,5 mil pacientes internados com a covid-19. O estudo preliminar do estudo foi publicado nesta quinta-feira, 16.

Segundo os cientistas, em pacientes hospitalizados, a hidroxicloroquina não foi associada a reduções na mortalidade, mas foi associada a um aumento do tempo de internação e aumento do risco de progredir para ventilação mecânica invasiva ou morte.

hidroxicloroquina
Crédito: Liliboa/istockHidroxicloroquina agravou quadro de pacientes internados com covid-19

Esse estudo fazia parte do conjunto de ensaios clínicos intitulado “Recovery”, que avalia vários remédios, como Dexametasona e Azitromicina, em 11 mil pacientes com covid-19 no Reino Unido.

O ensaio com a hidroxicloroquina já havia sido suspenso no mês passado depois que os autores perceberam que não havia benefício algum no uso da medicação em pacientes internados com a covid-19.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


Hidroxicloroquina no Brasil

Mesmo sem nenhuma prova robusta sobre a eficácia da cloroquina e da hidroxicloroquina, as drogas são defendidas no Brasil pelo presidente Jair Bolsonaro, que faz uso e propaganda de medicação.

Após ter o diagnóstico de covid-19 confirmado, Bolsonaro disse que passou a sentir melhor poucas horas depois de usar a medicação e apareceu em suas lives tomando o medicamento.

No início deste mês, este mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) suspendeu definitivamente o maior estudo sobre a droga.

Compartilhe: