Últimas notícias:

Loading...

Estudo encontra relação entre hepatite aguda em crianças e covid

Teoria aponta para efeitos prolongados do coronavírus no organismo que provocarim uma inflamação exacerbada

Por: Redação

O atual surto de hepatite aguda de causa desconhecida que já atingiu mais de 300 crianças em mais de 20 países e regiões do mundo pode estar associado à covid-19, segundo um estudo publicado na revista acadêmica internacional The Lancet Gastroenterology and Hepatology.

Os pesquisadores do Imperial College de Londres, no Reino Unido, e do Centro Médico Cedars Sinai, nos Estados Unidos, sugerem que os casos recentes foram provavelmente o resultado de uma infecção por coronavírus, seguida de uma infecção por adenovírus após o surgimento de um reservatório viral no trato intestinal.

hepatite
Crédito: OGphoto/istockSuperantígenos do coronavírus teriam

Segundo eles, o SARS-COV-2 (coronavírus) forma reservatórios que persistem no trato gastrointestinal mesmo após a infecção e podem levar à liberação repetida de proteínas virais que ativam células imunes. Então, quando infectadas pelo adenovírus, as crianças apresentam anormalidades imunológicas, como uma resposta inflamatória exagerada, resultando em inflamação no fígado.

Essa ativação exagerada de células imunes é apontada também como causa de síndrome inflamatória multissistêmica observada em crianças com covid-19, no início da pandemia.

Essa síndrome inflamatória desperta preocupações porque pode causar inflamação em vários órgãos, incluindo coração, pulmões, rins, cérebro, pele, olhos, estômago e fígado, e pode até levar à falência de múltiplos órgãos em casos graves, o que pode causar a morte de crianças.

Surto de hepatite aguda: o que se sabe até agora

Todos os casos de hepatite aguda em crianças relatados até agora testaram negativo para os vírus típicos causadores da doença: A, B, C, D e E. Por isso, desde que começaram a surgir os relatos, em abril, especialistas tentam desvendar o mistério.

Baseada em testes laboratoriais, agência britânica de saúde estuda a hipótese de que o adenovírus 41F esteja envolvido nos casos de hepatite misteriosa. Esse patógeno foi identificado em 72% das crianças diagnosticadas com a inflamação no Reino Unido.

adenovírus
Crédito: Wildpixel/istockAdenovírus do tipo 41F também pode ter influência nos casos de hepatite aguda

Porém, as autoridades britânicas não descartam a influência da covid-19, especialmente causada pela variante Ômicron, no problema.

Os primeiros casos de hepatite de causa desconhecida em crianças foram relatados no Reino Unido no dia 5 de abril. Semanas mais tarde, outros países começaram a reportar a doença também.

Sintomas

A maioria das crianças com a doença tem menos de cinco anos. Os primeiros sintomas geralmente incluem diarreia seguida de icterícia.

Outro sintoma importante de hepatite aguda é a dor intensa quando o abdômen é tocado. Essa sensibilidade é sentida na parte superior direita, que é onde o fígado está localizado.

De acordo com a Agência de Segurança Sanitária do Reino Unido (UKHSA), os sintomas de inflamação no fígado mais observados em crianças até agora foram:

Icterícia (71%)
Vômitos (63%)
Fezes pálidas (50%)
Diarreia (45%)
Náusea (31%)
Dor abdominal (42%)
Letargia (cansaço) (50%)
Febre (31%)
Sintomas respiratórios (19%)

Compartilhe:

Tags: #Doença
?>