CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Grupo de amigos se une para doar refeições a moradores de rua

Todas segundas, quartas e sextas-feiras, voluntários saem de Santana, na zona norte de São Paulo, para ajudar quem mais precisa

Por: Heloisa Aun
voluntários entregam refeição a morador de rua
Crédito: ZN SolidáriaO “ZN Solidária” entrega refeições na zona norte e no centro de São Paulo

Todas segundas, quartas e sextas-feiras, um grupo de amigos sai de Santana, na zona norte de São Paulo, em direção a algum bairro da região ou ao centro da cidade com um objetivo em comum: ajudar quem mais precisa com doações neste período de pandemia. O projeto, batizado de “ZN Solidária“, nasceu no início de março e já conseguiu entregar mais de 3.700 refeições a moradores de rua, além de cestas básicas a famílias vulneráveis.

A iniciativa surgiu a partir da família que comanda um estabelecimento local, o “Restaurante da Baixinha”. Com a pandemia, o local teve que fechar as portas e trabalhar apenas com delivery. A dona, chamada Nadia, é do grupo de risco e precisou ficar em casa durante muito tempo. Foi então que ela teve a ideia de arrecadar alimentos e fazer entregas de refeições.

O filho de Nadia, Vando, comentou com os amigos, que logo abraçaram a ação, comandada atualmente por cinco voluntários. No início, o grupo divulgou o projeto pelo WhatsApp com o intuito de fazer apenas dois dias de entrega na Avenida Cruzeiro do Sul, na zona norte. Com as arrecadações de mais alimentos, eles expandiram o movimento e passaram a sair às ruas três vezes por semana.

Segundo o bancário Thiago Aguilera, um dos voluntários à frente do “ZN Solidária”, o movimento tem recolhido comida para fazer as refeições, bebidas (água, suco e refrigerante), roupas e itens de higiene.

“Além disso, a gente está entregando cestas básicas para famílias mais necessitadas, que entram em contato conosco”, relata à Catraca Livre. Agora, a meta é chegar a alguns pontos da cidade onde há muitos moradores de rua, mas nos quais as doações geralmente não chegam.


#NessaQuarentenaEuVou – Dicas durante o isolamento:


A cada dia que passa, a iniciativa está crescendo mais e atraindo a participação de outras pessoas, que não conheciam o grupo. “Muitos viraram voluntários e estão em todas entregas com a gente”, afirma Aguilera.

Para o bancário, tem sido muito gratificante receber elogios de quem conhece o projeto. “Do nada, nós começamos e jamais esperávamos a proporção que está tomando. E a gente está avançando a cada dia e ajudando mais pessoas”, ressalta.

O “ZN Solidária” está arrecadando doações de alimentos e outros itens aos moradores de rua, que podem ser feitas via depósito (entrar em contato via Instagram) ou por meio de uma vaquinha online. Para ajudar o projeto, clique neste link — é possível colaborar com qualquer quantia.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Por: Heloisa Aun

Repórter de Cidadania na Catraca Livre. ("nossas costas / contam histórias / que a lombada / de nenhum livro / pode carregar" - Rupi Kaur)