Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

Caso de varíola do macaco no RJ é de pessoa que não viajou para fora

O paciente apresenta quadro clínico estável e está sendo monitorado

Por: Redação

O Brasil registou o primeiro caso de varíola do macaco em alguém que não tem histórico de viagem internacional. Trata-se de um jovem de 25 anos, morador de Maricá, no estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), o homem disse que teve contato recente com estrangeiros.

varíola do macaco
Crédito: Irina Starikova/istockCaso de varíola do macaco em Maricá não tem histórico de viagem internacional

Apesar da infecção ter ocorrido no país, não se trata de transmissão local da doença, segundo a virologista da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Clarissa Damaso.

“O caso é autóctone no sentido de que a infecção ocorreu no país, mas não é transmissão contínua ou local, pois não se estabeleceu uma cadeia de transmissão ainda. Se ele passar para outra pessoa, aí sim podemos dizer que começou uma transmissão secundária”, explicou a especialista.

O paciente apresenta quadro clínico estável e está sendo monitorado pelo Instituto Nacional de Infectologia e pelas Secretarias de Saúde do Estado e do Município.

Como é transmitida a varíola do macaco?

Basicamente, a varíola do macaco é transmitida quando alguém tem contato próximo com uma pessoa infectada.

O vírus tem algumas portas de entrada conhecidas; são elas: lesões na pele, olhos, nariz e boca.

Portanto, a transmissão pode ocorrer a partir do contato direto com as bolhas na pele, caraterísticas da doença, pela tosse ou espirro de pessoas infectadas e também pelo contato com roupas de cama com fluidos contaminados.

varíola do macaco
Crédito: Narvikk/istockVaríola do macaco pode ser transmitida pelo contato físico pele a pele 

O período de transmissão da doença se encerra quando as crostas das lesões desaparecem.

Sintomas da varíola do macaco

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, os sintomas da varíola do macaco são semelhantes, mas mais leves do que os sintomas da varíola. Eles geralmente incluem febre, calafrios, erupção cutânea, além de inchaço dos gânglios linfáticos.

varíola
Crédito: Berkay Ataseven/istockDoença é caracteriza pelas bolhas na pele

A erupção associada à varíola do macaco pode ser confundida com outras doenças, como por exemplo, sífilis secundária, herpes e varicela-zóster.

O período de incubação (tempo desde a infecção até os sintomas) da varíola do macaco é geralmente de 7 a 14 dias, mas pode variar de 5 a 21 dias.

Compartilhe:

Tags: #Doença
?>